Quarta-feira, 17 de Janeiro de 2007

Este Povo da Ilha

Este o povo que nasceu no mar. Veio-lhe o sangue
do sal. Suas veias boiaram outrora 
entre cabeleiras de algas e fungos de basalto.
Abriu-se-lhe a boca no remoto esquecimento 
dos búzios. Memória são as conchas desertas 
o calhau rolado arenoso silêncio sobre rocha.

Gerado talvez entre o grito enfermo das baleias
e o rasto dos navios. Pois este o povo
se (re)conhece entre areia e mar 
no preciso instante em que a pedra 
e o corpo se tocam e amam
a água

E por isso os peixes 
nos atravessam os olhos 
a nado 

Viajam entre nós e a certeza 
do corpo.

 

João de Melo

(in Navegação da Terra)

Hoje estou::
tags: ,

publicado por picarota310172 às 15:56
link do post | que me dizes? | favorito
2 comentários:
De Pedro a 17 de Janeiro de 2007 às 17:38
Digo que tens um blog muito bonito... e que tua ilha é maravilhosa. Não conheço presencialmente, mas penso vir a conhecer breve... Voltarei para te ver, de vez em quando...


De picarota310172 a 19 de Janeiro de 2007 às 15:59
Fazes bem, a ilha é de facto maravilhosa. Obrigado pela visita, volta sempre!


Comentar post

Quem sou eu?


ver perfil

seguir perfil

. 17 seguidores

O que procuras?

 

Julho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Últimas publicações

De volta...outra vez!

De olhos postos nos céus....

MAR

De volta ao Maroiço...

Por entre mar e flores...

Fado Maroiço

No topo do mundo...

A UM POETA (surge et ambu...

Mais Pico no seu melhor

Ilha do Pico - maravilhas...

arquivos

Julho 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

tags

todas as tags

links